FISIOTERAPIA HOSPITALAR

Fst. Alex Augusto, Fst. Naiara Lima, Fst. Querulen Braz, Fst. Carla, Fst. Larissa.

A fisioterapia aplicada nos hospitais, em UTI e enfermarias, tem uma visão geral do paciente, pois atua de maneira complexa no amplo gerenciamento do funcionamento do sistema respiratório e de todas as atividades correlacionadas com a otimização da função ventilatória. A fisioterapia auxilia na manutenção das funções vitais de diversos sistemas corporais, pois atua na prevenção e/ou no tratamento das doenças cardiopulmonares, circulatórias e musculares, reduzindo, assim, a chance de possíveis complicações clínicas.

Ela também atua na otimização (melhora) do suporte ventilatório, através da monitorização contínua dos gases que entram e saem dos pulmões e dos aparelhos que são utilizados para que os pacientes respirem melhor. O fisioterapeuta também possui o objetivo de trabalhar a força dos músculos, diminuir a retração de tendões e evitar os vícios posturais que podem provocar contraturas e úlceras de pressão.

A presença do especialista em fisioterapia cardiorrespiratória é uma das recomendações básicas de todas as unidades hospitalares. O trabalho intensivo dos fisioterapeutas diminui o risco de complicações do quadro respiratório, reduz o sofrimento dos pacientes e permite a liberação mais rápida e segura das vagas dos leitos hospitalares. A atuação profissional também diminuiu os riscos de infecção hospitalar e das vias respiratórias, proporcionando uma economia nos recursos financeiros que seriam usados na compra de antibióticos e outros medicamentos de alto custo.

A equipe da FISIOCORDIS atualmente é responsável pelo serviço de fisioterapia do Hospital Prontocordis de Porto Velho – RO, sendo referência neste serviço, contando com fisioterapeuta 24 horas por dia dentro do Hospital, inédito no estado de Rondônia se tratando de um hospital privado, melhorando a qualidade no atendimento e otimizando a alta precoce dos pacientes.